Rss

Os dois eclipses de janeiro: o que esperar?

astrologia eclipse virginia gaia

O ano começou com tudo. Em 5 de janeiro, trouxe um Eclipse Solar, com uma Lua Nova especial., que juntou Sol e Lua no planejador signo de Capricórnio e ativou os transformadores planetas Saturno e Plutão, dando uma amostra da intensidade que 2019, regido pelo planeta Marte, promete. E, no dia 21, haverá outro Eclipse, este vez Lunar, que jogará luz em outro encontro importante no céu, que une os planetas Vênus e Júpiter, ambos no idealista signo de Sagitário.

As conjunções de Vênus e Júpiter são observadas e exaltadas desde a Antiguidade. Unindo os dois astros mais brilhantes do céu, elas reforçam a relevante ligação entre o universo das relações humanas (Vênus) e a capacidade de compreender o universo mais profundamente e expandir a consciência (Júpiter). Com esse conjunto de acontecimentos marcantes no céu, o mês de janeiro convida a reflexões profundas e grandes surpresas para definir os rumos deste ano que exige planejamento e ação combinados.

O mais interessante é observar que, enquanto o Eclipse Solar em Capricórnio reforça o foco nas estruturas que permitirão concretizar planos de longo prazo, o Eclipse Lunar no eixo formado pelos signos de Aquário e Leão lembra a necessidade de profunda identificação pessoal com os caminhos que escolhemos na vida. Ou seja, o astral evidencia aquilo que é um conceito bastante difundido no Ocultismo: quando estamos no caminho daquilo que representa nossa Verdadeira Vontade – ou seja, o nosso propósito de vida –, o universo em torno de nós conspira a nosso favor, contribuindo para a realização dos nossos sonhos.    

Os Eclipses acontecem em pares ou, às vezes, em uma sequência de até três eclipses, em intervalos de quinze dias, em momentos de Lua Nova e Lua Cheia. Na Astrologia, esse ciclo é chamado de Ciclo de Saros. Quando acontece um Eclipse Solar – obrigatoriamente em uma Lua Nova –, a Lua, que simboliza o passado e a memória emocional, encobre o Sol, regente da consciência e da essência pessoal. Assim, a Lua traz assuntos do passado para que sejam ressignificados e reinterpretados à luz de uma nova consciência, do despertar para o novo. Por sua vez, em um Eclipse Lunar, a sombra da Terra é projetada na Lua, fazendo com que ela desapareça temporariamente do céu. Nele, é necessário aprender com o passado e rever a si mesmo. É hora de se preparar para o futuro com base no novo, até que um novo Eclipse Solar traga a oportunidade de expansão da consciência.

Por isso, os efeitos dos eclipses podem ser sentidos por até seis meses. O Ciclo de Saros ativa, sucessivamente, diferentes casas astrológicas, fazendo com que o indivíduo se torne mais consciente das promessas do seu Mapa Astral. Para quem tem planetas pessoais ou pontos importantes do mapa a uma distância de até 3 graus de distância dos pontos onde acontecem os eclipses, o fenômeno tem a capacidade de definir situações.

Com um céu tão agitado logo no início do ano, 2019 já mostra a que veio. Aproveite o período para observar as reflexões e novidades que acontecem a sua volta. Elas representam excelentes oportunidades para o seu crescimento pessoal.  

Para saber mais sobre Astrologia, clique aqui.

Para saber mais sobre os meus atendimentos com Tarô, Astrologia e outras técnicas, clique aqui!

Quer estudar Astrologia? Veja informações sobre o meu Curso de Introdução à Astrologia aqui!