Rss

Categoria : Astrologia

O Tarot de Thoth: Astrologia, Cabala e Tantra traduzidos em símbolos

Idealizado pelo ocultista inglês Aleister Crowley e ilustrado pela artista plástica Frieda Harris, o Tarot d Thoth é um dos mais ricos conjuntos de cartas utilizados para fins divinatórios e de autoconhecimento.  Seus Arcanos trazem correspondências astrológicas e conectam o Tarot com a Cabala Hermética.

Com forte carga erótica e sexual em meio às suas belas imagens, o Tarot de Thoth reflete o simbolismo de Thelema, o sistema mágico criado por Crowley. Suas cartas retratam diferentes estágios da consciência, fazendo referências às práticas de Magia Sexual, o nome pelo qual grande parte das técnicas tântricas ficaram conhecidas quando passaram a ser estudadas pelos ocultistas no Ocidente.

Apesar de ainda ser objeto de controvérsia, é indubitável a contribuição de Crowley aos estudos do chamado Caminho da Mão Esquerda do Tantra.

taro tarot virginia gaia

O Arcano “O Universo” do Tarot de Thoth

21ª Erotika Fair

Esse é o Tarot que utilizo em todas as minhas consultas e não foi diferente durante a minha participação na 21ª Erotika Fair. O Diário do Centro do Mundo e a sua colunista/blogueira Lasciva estiveram por lá e puderam conferir. Link original para a matéria de cobertura do evento aqui!

Ou então, veja abaixo a reprodução do trecho que fala sobre a leitura de Tarot que ofereci aos visitantes do “Espaço Celebridades”, da Loja do Prazer, onde estive presente  nos quatro dias de feira:

“Tarô erótico

tarot taro erotika fair virginia gaia

A astróloga e taróloga Virginia Gaia, que está junto comigo no Espaço Celebridades da Loja do Prazer, usa um baralho de tarô super diferente, com cartas que usam simbologia da sexualidade baseada no Tantra. Ela leu o meu futuro amoroso com a minha atual paixão – mas disse que não parece promissor, humpf!”

AUDIO – Astrologia na Rádio Globo

Na última segunda-feira, dia 24 de março, estive novamente na Rádio Globo para comentar o céu da semana de 24 a 30 de março. A entrevista foi ao ar no Programa Gente Como a Gente, apresentado pela Vanessa Di Sevo e o Luiz Torquato.

Essa foi a primeira segunda-feira depois do Ano Novo Astrológico, que aconteceu no dia 20 de março. A realista Lua Minguante em Capricórnio fez contraste com o Sol que caminhava para uma conjunção com Urano, o planeta das inovações na Astrologia. Sem dúvida, uma semana com um clima favorável a organizar as coisas e trabalhar duro para colocar tantos planos em prática!

Ouça o áudio:

AUDIO – Análise Astrológica na Rádio Globo

Em uma semana cheia de movimentações importantes no céu, fui convidada pela Rádio Globo para fazer a análise astrológica do céu do momento, na última segunda-feira, dia 24 de fevereiro.  A entrevista foi ao ar no programa Gente como a Gente, que é apresentado pelo Luiz Torquato e a Vanessa Di Sevo

No video abaixo, você pode conferir a gravação com a análise que é válida para a semana de 24 de fevereiro a 2 de março de 2014.

A Estratégia de Capricónio

Planejar estrategicamente os passos para atingir nossas metas na vida. Pensar que cada passo é parte fundamental do caminho até o alto da montanha de nossos sonhos. Essa é a simbologia relacionada ao signo de Capricórnio. O bode das montanhas, símbolo de Capricórnio, representa essa jornada. Você já viu como que essa espécie vive?

Astrologia Capricórnio

O bode das montanhas simbolo do signo de Capricórnio

Os caprinos das regiões montanhosas gostam de subir as montanhas para se alimentarem das espécies de plantas que vivem nas rochas e nas grandes altitudes. As plantas do alto, por viverem nas rochas, são ricas em determinados nutrientes que – vejam como são sábios esses bodes e cabras – não são encontrados facilmente em planicies e locais mais acessíveis. Ou seja, eles se esforçam mais, mas para obter o melhor que a terra pode fornecer.

E assim é Capricórnio. E isso vale não somente para os capricornianos como para quem tem Ascendente, Lua ou muitos planetas concentrados nesse signo. E daí é que vem a fama de que capricornianos são ambiciosos. Na realidade, Capricónio é esforçado e estrategista. Responsável e obstinado. Capricórnio quer ser dono de seu destino.

Quer se inspirar para colocar em prática seus planos? Pois saiba onde quer chegar e planeje seu caminho. Pense como os capricornianos. Veja essa video com a lição que esses animais das montanhas tem para nos deixar:

VIDEO: Entrevista para programa Lelah Monteiro

A sexóloga e fisioterapeuta Lelah Monteiro abordou temas como Tantra, práticas sexuais da Antiguidade e a relação entre misticismo e sexualidade em seu programa semanal exibido pela JustTV. Eis a entrevista da especialista Virgínia Gaia:

A estrela de Algol na Astrologia e o mito da Medusa

 

astrologia e sexualidade

Você conhece o mito da Medusa? Essa história mitológica grega serviu de inspiração para psicologia, já que tanto Freud quanto Jung notaram sua forte relação com o tema da sexualidade humana.

Algol, que no céu marca a cabeça da Medusa, é considerada uma estrela demoníaca, mas que por outro lado confere grande força quando seu significado é assimilado, segundo diversos povos da Antiguidade.

Na mitologia, Medusa era uma mulher de extrema beleza até ser punida pela deusa Atena. A deusa da razão transformou Medusa – que era sua discípula – em um ser assustador, com a cabeça cheia de serpentes, depois de sua pupila manter relações sexuais com Poseidon, o rei dos oceanos, considerado o mais poderoso dos deuses.

Ninguém conseguia se aproximar da Medusa até que o forte guerreiro Perseu conseguiu decapitá-la. A cabeça decapitada foi fixada no escudo de Atena como amuleto e do sangue da Medusa nasceu o Pegaso, o cavalo alado que é simbolo de sabedoria, inspiração e pureza.

A Astrologia mundial e a polêmica dos experimentos com animais

experimentos com animais e astrologiaO que a Astrologia mundial pode nos falar sobre a polêmica dos experimentos científicos com animais?

O céu está nos convidando para uma reflexão profunda sobre como lidamos com a natureza e, em especial, com os animais. Desde 2008, Plutão está em Capricórnio, signo que rege entre outras coisas os recursos naturais. Só que esse mesmo Plutão está em aspecto tenso com o Urano em Áries desde 2012, um posicionamento que faz a sociedade cobrar inovação, especialmente na ciência. É tempo de questionar. E isso tudo ficou ainda mais evidente com a entrada do planeta Saturno em Escorpião, o que costuma revelar aquilo que estava escondido.

Pois então este é o céu que faz a sociedade se dar conta do processo de produção científica e cobrar uma nova maneira de se produzir a cura. O lado bom de tudo isso é que, apesar de gerarem tensão social, esses posicionamentos planetários costumam trazer transformações profundas e devem, sim, abrir uma discussão para que o novo venha!

Escorpião: sexo, inconsciente, morte e renascimento

escorpiao zodiaco

“Não nos iluminamos imaginando figuras de luz, mas tomando consciência das trevas” – Carl Jung

Adorado por alguns, temido por muitos, mas compreendido por poucos. Isso talvez resuma bem o sentimento que o senso comum tem em relação ao signo de Escorpião. Mas o que significa, na verdade, esse temido signo?

A simbologia do Escorpião remete ao período pelo qual o Sol passa pela faixa zodiacal que corresponde ao ápice do outono no hemisfério norte e também ao período no qual começa a baixa das águas na região do rio Nilo. É o início do temido período de aridez do solo e escassez de comida. As folhas que caem e se putrefazem no solo e o musgo que se aproveita da água que começa a faltar geraram uma série de mitos ao redor do mundo.

Na mitologia egípcia, a deusa Selket era representada como a deusa Escorpião. Ela era a senhora dos mortos, cujo veneno também tinha capacidade de curar. Aliás, as faixas utilizadas nas mumificações, eram tidas como pedaços de seu cabelo, que era adornado por um escorpião com a cauda erguida pronta para o ataque. Mas Selket não era uma deusa “má”, até porque essa visão maniqueísta de “bem” e “mal” não se apresenta da mesma forma nas religiões pré-cristãs. A deusa Escorpião era também a ajudante de Isis (deusa fertilidade) em sua missão de ressuscitar o marido Osíris (deus do crescimento das plantas e da reprodução dos animais). Osíris havia descido ao mundo dos mortos após ter sido despedaçado por Seth (o deus estéril), restando preservado de seu corpo apenas o pênis.

Na mitologia grega, o Escorpião é identificado como o animal enviado por Artemis (a deusa da caça, correspondente à Diana dos romanos) ou por seu irmão Apolo (deus da consciência) para matar o senhor da caça Órion, por quem Artemis mantinha uma paixão. Assim, o exímio caçador desceu ao submundo passou um período entre os mortos e, de lá, foi posteriormente resgatado por Ophiuco, o deus da serpente, cujo veneno tem poder de curar.

Já após a descoberta do planeta Plutão, em 1930, um novo mito se adicionaria à simbologia de Escorpião. O signo das paixões e da morte ganha um novo planeta regente, em adição ao planeta Marte (representante da guerra e do impulso sexual), que já o governava desde a antiguidade.  Plutão (o deus das riquezas invisíveis) foi o escolhido pelos astrônomos para nomear o novo planeta que, desde então, passou a ser observado pela astrologia para identificar suas influencias por onde passa no zodíaco e, dessa forma, foi verificada sua afinidade com o signo de Escorpião, de quem passou a ser regente.

O deus romano Plutão corresponde ao Hades da mitologia grega. Hades foi salvo por seu irmão Zeus de ser engolido pelo pai, o titã Cronos. Assim que Zeus tomou o poder, deu a Hades o reino das trevas como parte de sua herança. E sobre esse reino, o sombrio deus reinava absoluto. Sempre que vinha à superfície, seu elmo tornava-o invisível para que não pudesse ser visto por nenhum mortal. Hades também foi responsável pelo rapto da virgem Perséfone e, após desposá-la, fez dela sua rainha, a senhora que circula entre o mundo dos vivos e dos mortos.

Em comum, esses mitos apresentam uma espécie de rito de passagem. Há a morte e a ressurreição por meio de um veneno que cura. Também há a imagem da paixão e da magia de uma sexualidade estéril, sem fins reprodutivos, associada ao medo de uma possível escassez de comida. Desse conjunto de temas psíquicos, nasceu a simbologia do signo de Escorpião.

Escorpião também governa a 8ª casa astrológica de nosso mapa natal, que trata de todos esses temas. Fala de como lidamos com a nossa sexualidade, o inconsciente e a mediunidade. Reflete ainda como lidamos com heranças e recursos de terceiros, já que nessa área de nosso mapa acumulamos todos os temas que são tabus: morte, dinheiro, poder e, como não poderia ficar de fora, as questões ancestrais a serem resolvidas, incluindo heranças familiares e o patrimônio que possuímos junto a terceiros.

Todos nós temos Escorpião, o planeta Plutão e a Casa 8 em nosso mapa natal. As combinações que esses elementos fazem refletem o modo como lidamos com nossas sombras. É aí que temos a tendência de acumular todas as nossas neuroses e desejos obsessivos.  Mas também é onde nos libertamos, onde buscamos a força essencial para nos transformar, regenerar e renascer. Mapas com um Plutão dominante, uma casa 8 muito acentuada ou com muitos planetas em Escorpião mostram pessoas com liderança nata, gente resistente e poderosa, mas que por outro lado tem tendência a compulsões e psicopatologias. Para esse indivíduo, será essencial aprender a lidar com seu inconsciente e com sua sexualidade, no mais amplo sentido freudiano do termo.

Afinal, como bem postulou Carl Jung, é olhando para nossas sombras que encontramos nossa luz interior!

 

 

Palestra sobre Astrologia e Mitologia

Com o tema: “Astrologia & Mitos Pessoais: Planetas, Estrelas e seus Arquétipos”, estive ne edição do Madame Freak de Setembro de 2013 para falar sobre a estreita relação entre os movimentos dos astros e as mitologias de diferentes culturas ao longo da história da humanidade.