Rss

Categoria : Curso de Tarô

Qual o melhor baralho ou deck de Tarô?

Curso de Formação em Tarô tarólogo taróloga oraculo leitura de cartas

Para quem quer interpretar as cartas do Tarô e, assim, tornar-se tarólogo, o mercado oferece baralhos ou decks de todos os tipos. Dos mais tradicionais, como o Marselha, aos inspirados nas histórias em quadrinhos, o tarólogo pode encontrar as mais diversas opções de conjunto de cartas. Diante de tanta variedade, fica a dúvida: qual o melhor baralho ou deck?

A verdade é que não há uma resposta pronta a essa pergunta. A escolha do baralho é uma das decisões mais pessoais do tarólogo. Há, inclusive, aqueles que optam por utilizar diferentes decks, colecionando baralhos. Mas há alguns itens a se considerar na hora de eleger o seu deck, pois a escolha das cartas pode influenciar significativamente na assertividade das previsões.

Em primeiro lugar, a simbologia do deck precisa estar alinhada às mais profundas crenças e visões pessoais do tarólogo. Não adianta usar um tarô com orixás ou anjos, por exemplo, se você não está familiarizado com esses sistemas. A arte e a estética também são importantes: as cartas precisam dialogar com a percepção sutil de quem vai interpretá-las. Se o deck apresentar palavras-chave nas cartas, é importante também estar atento a esse detalhe, pois às vezes uma palavra mal colocada pode confundir a interpretação.

Por isso, conhecer e pesquisar um pouco da história e dos autores de cada deck é tão importante. De qualquer forma, como orientação geral, parta de um princípio básico: se você é um adepto dos estudos Herméticos, descarte imediatamente decks que tragam alterações na estrutura geral do Tarô (22 Arcanos Maiores e 56 Menores), pois é a partir dessa base que podemos traçar as correspondências com a Cabala Hermética. Também desconsidere aqueles que só trazem Arcanos Maiores, já que ignorar os Arcanos Menores significa limitar o seu universo como oraculista.

De qualquer forma, para começar, escolher uma opção entre os decks mais populares e utilizados é uma decisão sábia. Estes carregam a credibilidade de anos de uso por tarólogos ao redor do mundo. Afinal, se até os artistas começam com a arte figurativa para depois buscar a abstração, adotar uma postura mais tradicional nas artes divinatórias, em um primeiro momento, talvez seja de grande ajuda. Por fim, há sempre aquela dica que transcende o racional: escolha um deck pelo qual você se apaixone! O amor ainda é a melhor receita para transformar qualquer ofício em arte.

Quer estudar Tarô? Veja informações sobre o meu Curso de Formação neste link aqui!

Curso de Formação em Tarô

tarô tarot thoth curso de formação em Taro tarologa tarologo Virginia Gaia templo AyasofiaPara quem deseja conhecer melhor a arte da leitura de cartas para finalidades divinatórias ou de autoconhecimento, há o Curso de Formação em Tarô. O conteúdo é direcionado tanto para quem deseja utilizar o Tarô para o seu desenvolvimento pessoal como para aquele que quer atuar profissionalmente como tarólogo. Com duração de 2 meses e meio (são 10 encontros ao todo), a formação tem o diferencial de oferecer a oportunidade de um estágio supervisionado antes da obtenção do certificado.

Ser tarólogo requer conhecimento, técnica e uma formação multidisciplinar. Dominar o significado das 78 cartas do Tarô (os 22 Arcanos maiores e os 56 menores), bem como conhecer diferentes métodos de tiragem, representa apenas o ponto de partida para essa jornada, que também demanda o estudo de disciplinas correlatas como  Astrologia, Numerologia e Cabala. Confira os tópicos do conteúdo:

• A origem do Tarô: influências e hipóteses para o surgimento do conjunto de cartas

• A função do tarólogo

• O exercício da intuição

• Considerações sobre a escolha do baralho ou deck

• Tarô e Cabala: as cartas nas esferas e caminhos da Árvore da Vida

• Noções de Astrologia aplicadas ao universo do Tarô

• Os Arcanos Maiores: uma jornada de autodesenvolvimento

• Arcanos Menores: Naipes e Elementos

• As Cartas de Ás a Dez: os detalhes da história pessoal do consulente

• As Cartas da Corte: os agentes, personagens e personalidades do Tarô

• Métodos de Tiragem:

a) Métodos clássicos: três cartas, tiragem em cruz, ferradura, peladán, cruz celta, mandala astrológica, entre outras.

b) Criando os próprios métodos de tiragem

• Rituais: preparação pessoal, das cartas e do ambiente

As aulas podem ser presenciais ou online, em grupo ou em formato individualizado. Para mais informações, entre em contato pelo telefone e WhatsApp (11) 99970-2260 ou pelo e-mail contato@virginiagaia.com.br 

Aproveite e assista uma leitura de Tarô feita ao vivo para o programa A Tarde É Show com Nani Venâncio, na Rede Brasil de Televisão, clicando aqui!.

Quer ser tarólogo, mas não sabe qual baralho ou deck escolher? Leia sobre essa importante decisão neste artigo aqui!

Para ler todos os meus artigos, entrevistas e matérias sobre Tarô? É só clicar aqui